Volta e meia aparece a pergunta "macumba funciona?" Sim, mas não necessariamente como desejado.

O efeito de um pensamento direcionado, focado em um resultado, pode interferir no campo de energia de uma pessoa. Mas isso todos já sentiram alguma vez na vida, e não precisa ser  através de "macumba", pode ser (no linguajar popular) o olhar "seca pimenteira", "olho gordo", geralmente motivado por sentimento de inveja, ciúme.

Como se defender disso? Geralmente o se defender implica em uma exposição a energia ruim, desgastante,  pois a defesa parte do medo.  Nessa situação onde se está lidando com "formas de pensamento", que contém carga de energia direcionada, focalizada em um desfecho, requer o seu maior alinhamento com o Divino. Está se lidando com crenças que se ortogam um poder, mas se tendo a consciência de que o Amor não tem oposto, essas formas de pensamento perdem seu poder de interferir pois são expostas a Luz da sua limpeza. As frases "te amo, me perdoe, sou grato" bastam quando sentidas de maneira sincera após uns minutos utilizando-as.

O importante é não racionalizar as coisas demais, por isso o processo Portal facilita a pessoa se libertar, pois se enxerga com verdadeira compaixão o engano de quem acredita nesses artifícios do "poder da mente", o que no fundo é medo, a incapacidade de lidar com o que sente não poder controlar. Foi o que fizemos no sábado na vivência virtual "Abrindo a Porta do Medo". A frase da Marcia que melhor descreve a condição é essa:

"O medo é gerado por um pensamento de incapacidade de cuidar, de resolver, de proteger, de guardar,de conquistar, de vencer.

O medo é uma reação à incapacidade de dar solução. Se o medo nos controla nos tornamos escravos de suas conseqüências. Esse temor vai gerar a força necessária para a realização daquilo que tememos." (leia mais aqui)